Notícias

Softwares e Aparelhos de ponta aumentam a segurança dos condomínios

Terça, 16 Junho 2015
COMPARTILHE Comentar
A A A

Já imaginou chegar em casa e com apenas um toque abrir a porta ou o portão do condomínio? A cena já é realidade em alguns edifícios, pois com o crescimento das cidades e o aumento dos problemas com a segurança, o mercado evoluiu e tecnologias de ponta estão invadindo o setor imobiliário.

Entre os sistemas de controle de acesso disponíveis no mercado, câmeras de vigilância, interfones e portões eletrônicos evoluíram e hoje o acesso com senha, cartões de proximidade ou biometria vem sendo difundidos em residências e condomínios.

Até então pouco conhecidos, os sistemas eletrônicos de acesso que usam a biometria como forma de acesso, por exemplo, estão cada vez mais sendo utilizados nos edifícios residenciais e comerciais. Esse sistema que faz a identificação de pessoas conforme a característica física utiliza as particularidades pessoais únicas para reconhecimento, tornando assim a identificação segura.

Biometria

Diretor de uma empresa de controle de acesso, Alexandre Robson de Souza relata que o uso da biometria digital começou a ser mais difundido nos últimos três anos. Com a melhora nas tecnologias e também pela diminuição dos preços, indústrias e condomínios empresariais foram os primeiros a aderirem a esse sistema.

Segundo o diretor, as principais vantagens do uso da biometria são a eliminação dos tradicionais cartões e principalmente a ampliação da segurança. “Um usuário não consegue se passar pelo outro. A biometria é uma foto de nossa digital transformada em um algoritmo matemático e por esse motivo não há identificações iguais”, explica.

Como desvantagem do sistema, Alexandre cita a velocidade de acesso. “Se há necessidade de ter velocidade em um acesso, como por exemplo, em uma cancela de entrada do condomínio essa tecnologia não é indicada. Para esse tipo indicamos os sistemas RFID ‘Auto identificação‘ que são mais utilizados, colocando nos carros do condômino uma TAG colada nos para-brisas. Além disso, os valores dos coletores biométricos ainda são superiores aos tradicionais acessos por cartão ou senha”, esclarece.

O Software Online de Gestão para Condomínios SCOND é pioneiro no Brasil em trazer no mesmo software a gestão social do condomínio mais a integração com sistemas de identificação por RFID. Com a utilização do SCOND + o RFID na identificação de veículos e pedestres, a segurança no condomínio tem um aumento significativo.

De acordo com o diretor, qualquer condomínio pode ter o sistema biométrico, desde que possua um mínimo de infraestrutura de informática implantada. Visitantes também devem ser cadastrados, porém em muitos casos os sistemas são híbridos, onde condôminos e funcionários fixos usam a biometria e visitantes utilizam o cartão, para agilizar os procedimentos. “Se o condomínio desejar todo o processo digital há a necessidade de coleta da digital do visitante e posterior carga ao equipamento, que é um processo mais lento e burocrático”, explica.

Senha e cartão

Diretor comercial da Khronos Serviços, Roberto Paiva explica que no caso dos acessos com cartão de proximidade e senhas, cada morador tem sua senha individual ou cartão para liberar as portas. “O acesso para pessoas convidadas, correios ou entregas é realizado por interfone e a identificação é feita com a autorização do morador ou zelador no local”, explica.

Patrick do Prado, da Automatiza, uma empresa do Grupo Intelbras, complementa explicando que o uso da senha como método de identificação e autenticação na entrada de condomínios e nas áreas internas é muito comum hoje. “Os interfones atuais já vêm com um teclado de senhas, gerando assim uma economia para o condomínio, pois já contempla uma quantidade de senhas sem precisar comprar mais equipamentos”, explica.

De acordo com o especialista, uma das vantagens de se utilizar o controle de acesso por senha é em função de ser uma alternativa quando não se quer carregar chaves, ou quando estas são perdidas ou esquecidas. “Porém, a senha carrega a vulnerabilidade de ser ‘transmissível’, ou seja, qualquer pessoa pode repassá-la para um terceiro e assim, perde-se o controle de quem entra e sai do condomínio”, alerta.

Segundo Prado, qualquer condomínio pode utilizar um controle de acesso por senhas e cartões, mas é importante ter o cuidado de não passar a senha para terceiros. “Os moradores devem se sentir responsáveis pela segurança do local, mantendo a senha em sigilo”, orienta.

Por Graziella Itamaro

Fonte:
http://condominiosc.com.br/2015/06/aparelhos-de-ponta-aumentam-a-seguranca-dos-condominios/
http://www.scond.com.br/index.php/funcionalidades

COMPARTILHE Comentar
A A A

Comentários Facebook

Receba notícias exclusivas por e-mail