Blog

Portaria autônoma: saiba tudo sobre esse serviço

Sexta, 09 Abril 2021 Sexta, 09 Abril 2021
Compartilhe

Portaria autônoma: saiba tudo sobre esse serviço

Entenda tudo sobre a portaria autônoma: o que é, como funciona, quais suas vantagens e como ela pode reduzir em até 90% a quantidade de atendimentos na central de monitoramento.

Um dos fatores mais observados por quem vai investir em um imóvel, ou até mesmo alugá-lo como moradia, é a segurança do condomínio. Neste aspecto, a portaria é o fator que mais exige atenção do síndico, pois o controle de entrada e saída de pessoas e veículos irá garantir que nenhuma pessoa não autorizada acesse o condomínio.

Para solucionar essa questão, duas alternativas são as mais comuns: a portaria presencial ou tradicional, que é aquela com um porteiro físico e a portaria remota, onde o porteiro estará realizando o atendimento remoto, dentro de uma central de monitoramento. Porém recentemente uma nova solução de portaria tem ganhado bastante espaço, a portaria a autônoma.

Mas afinal, o que é, como funciona e quais os benefícios de uma portaria autônoma? Acompanhe o conteúdo e descubra tudo sobre o tema.

 

O que é, e como funciona uma portaria autônoma?

A portaria autônoma é uma solução inteligente, que dará mais autonomia aos usuários, sem abrir mão da tão desejada segurança e controle de acesso feito por uma central de monitoramento.

Sua forma de funcionamento é bem simples, quando um visitante ou prestador de serviços chega ao condomínio, ele digita o número do bloco + apartamento no interfone. A chamada gerada no interfone é encaminhada aos celulares dos moradores do apartamento, por meio do aplicativo da SCOND, sem a necessidade inclusive do morador estar em casa. No momento da chamada, os moradores já conseguem visualizar quem está em frente ao interfone e ao atender via aplicativo, o morador consegue ver quem está interfonando pela tela do celular, conversar com a pessoa e liberar ou não o acesso das portas e eclusas, caso existam.

Desta forma, assim que o morador atender a chamada gerada pelo interfone, o atendimento será finalizado sem precisar da intervenção da central de monitoramento neste tipo de evento.

Mas caso o morador cadastrado não atenda a chamada dentro de um tempo programado, a chamada será transferida automaticamente para a central de monitoramento, para que seja realizada todas as tratativas de segurança.

Atualmente, quando o interfone físico do apartamento, conversamos com a pessoa, mas não enxergamos se esta está sozinha ou coagida. Com a tecnologia desenvolvida pela SCOND, o morador passa a visualizar em tempo real, além de conversar e abrir a porta se assim desejar.

 

Portaria autônoma aplicada

Nesse tópico abordaremos com mais detalhes como funciona o aplicativo desse sistema e quais equipamentos são necessários para instalá-lo no condomínio. Vamos esclarecer todas as dúvidas relacionadas a esses equipamentos e também apresentar nossos parceiros.

 

Aplicativo SCOND

Como comentamos anteriormente, o app da SCOND possibilita transferir a chamada gerada por um interfone para os celulares pré-cadastrados dos moradores do apartamento. E o aplicativo vai além, o app pode ser usado para avisar quando uma nova encomenda chegou, se integrado aos armários inteligentes da Biccateca e Entregalí, facilitando a organização do síndico, já que o morador vê avisos e reserva áreas comuns pelo aplicativo, evitando o atendimento presencial de cada condômino e muito mais.

O aplicativo é white label, permitindo que a sua empresa personalize com a identidade visual da sua marca. Outro ponto interessante é ele ter uma API aberta, possibilitando a integração com outras soluções, dando ainda mais funcionalidades ao app da SCOND.

 

Equipamentos a serem instalados para implementação de portaria autônoma

Uma dúvida comum é: ao vender uma portaria autônoma, quais equipamentos minha empresa precisa oferecer ao cliente? Essa montagem varia muito de acordo com o condomínio, mas vamos a um exemplo prático: um condomínio com uma eclusa de pedestre e dois portões de veículos.

  • Interfone (porteiro IP) na entrada do prédio: ele permite a abertura com Chave Eletrônica, Biometria, QR Code Passivo e Captação de Voz;
  • Na eclusa: dois interfones, um dentro e outro fora da eclusa, sendo que na saída o interfone pode ser substituído por uma botoeira;
  • Se a portaria for híbrida (autônoma com os transbordos para a central de monitoramento), é preciso também um gateway de voz para integrar o porteiro ip à pabx da central de monitoramento;
  • Câmeras de monitoramento - Para aumentar ainda mais a segurança, é necessário que se instale câmeras para uma confirmação visual durante o atendimento da chamada.

 

Principais vantagens de ter uma portaria autônoma

Segurança, gestão, controle de acesso, inteligência, experiência e versatilidade, além do principal, a redução de custos, são as grandes vantagens de instalar e integrar um serviço de portaria autônoma.

 

Mais 4 vantagens da portaria autônoma

  1. Diferentemente do que muitos pensam, a implementação da portaria autônoma não significa que o usuário não precisará mais de um serviço de monitoramento, muito pelo contrário. Esse modelo de serviço deixará a central de operações focada naqueles eventos com maiores prioridades de atendimento, e quando o cliente precisar ou não puder atender determinadas chamadas, a central estará lá para atendê-lo;
  2. Mais segurança: o uso de tecnologias aliadas, como as câmeras de segurança, permitem que você veja pelo celular caso alguém esteja entrando de carona com um visitante autorizado, facilitando a ação. Já que o morador pode liberar a primeira entrada e, percebendo que alguém acompanha seu visitante, não abre a eclusa - segunda porta, evitando o acesso ao prédio. Além disso, ainda terá a opção de solicitar apoio à central de monitoramento.
  3. Entrada de visitas por QR Code Passivo ou Chave Virtual: imagine a seguinte situação: você está fazendo uma festa de aniversário no salão de festas em que vai convidar cerca de 30 pessoas. Atender 30 chamadas e abrir uma por uma pode ser um tanto exaustivo, não é mesmo? Além da praticidade para o usuário, essa tecnologia auxilia na redução de custos, já que a impressão de QRs permite economizar com leitores eletrônicos.
  4. Condomínios pequenos podem usar: condomínios com poucas unidades normalmente têm um orçamento menor para investir em segurança. Em contrapartida, a portaria autônoma pode ser apresentada como uma solução mais acessível, uma vez que gera menos custos de instalação e operação e à central de monitoramento, que terá um menor número de atendimentos para realizar.

Ficou interessado em saber mais? Entre em contato com um de nossos vendedores clicando aqui!

 
 
 

Dúvidas? Fale Conosco

(48) 3047-1365

Enviar E-mail

Venha nos Visitar

Rua Belarmino José da Silva, 42, Sala 02
Ipiranga, São José/SC
CEP  88111-390

Ver Mapa